20.8.12

III CLÁSSICOS RN

Eu, Dan e Vitor rumo a Natal-RN. 
Dessa vez resolvi levar o meu filho mais novo, o Vitor, como "zequinha" para viajar junto no comboio que nos levaria para o III Clássicos RN em Natal.
A intenção era inocular em seu jovem coração o vírus pelas coisas enferrujadas, antigas e clássicas.
Mostrei a ele dois Mavericks GT estacionados lado a lado com o capô aberto com os maravilhosos 302 ronronando,
os carros eram do mesmo dono que gentilmente veio falar conosco. Claro que pedi a 

ele que acelerasse aqueles V8 para o menino sentir a vibração e a potência.
Na mesma hora o gentil proprietário entrou no primeiro Ford e fez o bicho roncar forte e grave e em seguida acordou o outro também. Que espetáculo!

Continuamos andando e encontramos uma fileira de mais ou menos 20 Fuscas de todos os anos e modelos, mais um capítulo de antigomobilismo para aprender: Esse é um 66, veja os para-choques e os faróis redondões...Aquele outro de cor metálica é um Itamar última série, para-choques mais lisos, faróis menores, etc, etc.
O Vitor é um menino discreto e não faz muito alarde para manifestar seus pensamentos, mas deu pra perceber pelo seu olhar que um dia teremos outro apaixonado pelas coisas analógicas, por carburadores e coisas reais que podemos pegar e consertar com nossas próprias mãos.

4 comentários:

danilo kravchychyn disse...

Maurício,

São espetaculares esses momentos com os filhos. Pode ter certeza que a paixão pelos bólidos é genética e ninguém resiste ao ronco de um V8.
Com o Facebook temos acesso rápido aos posts, mas faço questão de dar uma olhada nos blogs, ainda mais com a nova testeira. Os detalhes são espetaculares.

Grande abraço,

Danilo Kravchychyn
Ponta Grossa - PR

Mauricio Morais disse...

Obrigado Danilo espero mesmo estar passando essa paixão aos meus filhos.
Forte abraço.

Goodtimes disse...

Meu amigo Mauricio. Estes momentos mágicos de total integração entre duas gerações de uma mesma família, certamente são catalizados quando estamos em meio aos nossos carros clássicos. Especialmente se foram V8!
A propósito: contou pro Vitor a história do Volkswagen mais bonito do mundo?
Um grande abraço.

Mauricio Morais disse...

Valeu Luciano, e bem embrado preciso contar mais umas histórias para ele, inclusive esta que vc citou, hehehe. Forte abraço.