21.10.10

ROYALE GM - EQUIPE IMP.OK - BRASÍLIA

Aí está um carro que ganhou personalidade em Brasília. Escape lindo saindo para o alto,
traseira aberta, mostrando os fundilhos e motor Opala bem preparado.
Um carro que deu pau em Porsche...
Leia mais sobre esta história no blog do Jovino Jones.

9 comentários:

Rui Amaral Jr disse...

Mauricio, ficou raçudo, muito bom!

Abs

Rui

Francis Henrique Trennepohl disse...

Lindão!!!

Mauricio Morais disse...

Rui, essa versão brasiliense tem mais pinta de carro de corrida, não sei porque.

Joel Marcos Cesetti disse...

Eu gostei dos dois ficaram fantásticos!

Parabéns Mauricío.

Mauricio Morais disse...

Valeu amigo Joel.

Jovino disse...

Mauricio, ficou ducar... Acho que é uma ótima homenagem ao Luis Barata e ao Luis Estêvão que o Fabio Barata deve guardar como um verdadeiro troféu.
Aliás, já está postado lá no Mocambo o primeiro post da história do Royale aqui em Brasilia do Barata e Estêvão.
Primeiro será sobre a construção dele, depois sobre a construção do autódromo do Pelezão e por último, a confusão e desorganização que foi esta prova e a confirmação da vítória da dupla brasiliense em cima dos poderosos posches 910 da equipe Hollywood.
Aliás, se a Consuelo Joffili ver esta versão amarela vai querer uma também (a Consuelo é quem está com o Royale que foi do Greco amarelo muito bem conservado em sua chácara no lago sul). Vou ver se falo com ela para encomendar um post, acredito que a mudança será apenas no número.
Jovino
Jovino

Ararê Ilustração disse...

Fantástico trabalho arqueológico automotivo pessoal.
Acho lindo esse carro, principalmente o da Equipe Greco/Bino abaixo.
Lindas ilustrações Mestre Maurício.
Fora o valor de resgate da história do nosso automobilismo.
Parabéns mais uma vez...
Precisa sair um livro!!!
Quem se habilita?

Mauricio Morais disse...

Jovino, o Fábio Barata está muito animado, já estou terminando também o Elgar que foi do pai dele.
Sobre o Royale VW do Faleiro, que será o próximo a aparecer aqui, as mudanças são mínimas, apenas terei que fazer uma elevação atrás do piloto, sob o santantonio para alojar o motor e mudar o numeral.

Ararê, o que é mais legal é o movimento das pessoas em prol de resgatar a história real e verdadeira. Todos unidos numa só paixão.

Sidney Cardoso disse...

Maurício
Ficou muito bom!
O Jovino deu uma de Indiana Jones, fuçou, fuçou e trouxe à tona anos depois a história dos Royales.
Parabéns Jovino, "Indiana Jones"!
Abraços.