ROYALE GM - EQUIPE IMP.OK - BRASÍLIA

Esta é a configuração dos pilotos de Brasília, Luis Estevão e Luiz Barata.
O escapamento saindo por cima é o grande barato desse carro, que
segundo Jovino Jones chegou a bater o Porsche 910 da equipe Hollywood,
lá em BSB.
Depois o Jovino vai contar os detalhes desta batalha em seu ótimo blog Mocambo,
tem o link aqui do lado.
Essa baratinha usava motor de Formula Ford?

Comentários

Obra de arte!

Parabéns pelo excelente trabalho Mauricío.

Não conhecia outras versões do belo sport proptótipo.Apenas aquela que publiquei no blog.
Jovino disse…
O Royale que está em Brasilia com a familia Faleiros é todo amarelo, mas está com o motor AP 2000 e com câmbio Hewland. No blog do saloma tem uma matéria que fiz a alguns anos com este carro é só buscar lá em "Royale, sua história".
Mas a cor do royale que o Luiz Barata correu em Brasilia no pelezão é um vermelho forte.
Jovino
Mauricio Morais disse…
Pois é Joel, mexeram bastante nestes "carrinhos".
Jovino, os próximos a entrarem na linha de produção são o GM do Marcos Troncon e o VW que você descobriu em BSB.
Jovino disse…
Mauricio,
Agora fiquei curioso. Mas que VW é este que descobri aqui?
Jovino
Mauricio Morais disse…
O Royale que está em BSB com a familia Faleiros.
Maurício, o motor desse Royale da dupla Luiz Barata/Luiz Estevão era Chevrolet, do Opala 4 cilindros, e participou do Campeonato Brasiliense de 1972.
Fonte blog do Saloma, do enciclopédico automotivo Mestre Joca, esse cara sabe tudo!
Tô esperando a finalização da arte.
Mauricio Morais disse…
Valeu Ararê.
Mestre Joca disse…
Olá, pessoal...

A história dos Royale-Ford que vieram para o Brasil foi o post de abertura do Blog do Mestre Joca, quase dois anos atrás.

E um dos maiores mistérios - que parece está em vidas de ser deslindado, graças ao trabalho do Jovino - é a origem deste Royale-GM de Brasilia.

Aguardemos, pois...
Mauricio Morais disse…
Valeu mestre Joca. Sua participação é sempre enriquecedora.