28.10.10

BIRD CLEMENTE FALA DE AYRTON SENNA

Recebi este e-mail do Bird Clemente, onde ele fala de sua emoção ao assistir o vídeo em homenagem ao grande Ayrton Senna. Quero dizer que é uma honra receber tal deferência do mestre Bird, por quem tenho o maior respeito e adimiração. Obrigado mestre.

Assisti pela Internet um especial sobre Ayrton Senna, no Youtube,
quando os mais importantes protagonistas do automobilismo de todos os tempos se
manifestam. Foi muito forte, quando o Hamilton pilotou a saudosa McLaren do Ayrton,
com 1200hp, carro que cobrava e não dispensava a coragem e a mão de obra competente
do piloto, que nas trocas de marchas tinha que guiar com uma só mão, e o Inglês como
um dos “botas” atuais, faz declarações elogiosas e emocionadas, sobre aqueles tempos
em que os pilotos não se escondiam atrás da tecnologia, dos regulamentos protetores e
excesso de segurança, e interferiam muito mais no resultado.

A emoção tomou conta, meus olhos se encharcaram, é um alivio pela valia dos
incompreendidos desabafos dos meus contemporâneos.
Contemplem estas imagens do maior piloto que já existiu... Ele é brasileiro...
E todos, que fomos seus cúmplices, precisamos nos orgulhar de sermos da mesma tribo.
Que saudades daqueles tempos, dos Anos Dourados.

A partir de Emerson Fittipaldi o automobilismo tupiniquim conquistou o primeiro titulo
mundial e embora tenha chegado lá 20 anos atrasado, a grife piloto brasileiro não saiu mais
da vitrine, e se depender de mim, a memória e a cumplicidade de todos os gladiadores desta
tropa de elite, eles jamais serão esquecidos.

Obrigado pelas manifestações.
Bird Clemente

Disponho para você os links:
Parte1: http://www.youtube.com/watch?v=9BjMe_LY-Kw

Parte2: http://www.youtube.com/watch?v=T0m4oUNAQgU

5 comentários:

prperalta disse...

Grande Bird!
Esse realmente entende.
Abçs.

Mauricio Morais disse...

Pois é Peralta, pena que não o ví pilotando.

Rui Amaral Jr disse...

Caros Bird e Mauricio. No Forum da FEI do ano passado o Ricardo Bock, um querido amigo, homenageou esse grande piloto e pelo que me falam os amigos e todo mundo uma grande pessoa, vc Bird, estava lá quando ao se referir ao Camilo sua voz embargou.
Foi de pilotos como vc Bird,o Luizinho, seu Chico, Cyro ... que uma geração inteira de pilotos se espelhou e mostrou ao mundo que estávamos aqui.
Obrigado Bird e um abraço a vc e ao meu amigo Mauricio que nos trás em seu espaço a oportunidade de ler tanta coisa boa.

Sidney Cardoso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sidney Cardoso disse...

Bird
Pois é, também havia visto esses dois vídeos no Flávio Gomes e, da mesma forma que você, não consegui conter as lágrimas.
Só que lá eles não estavam com legendas e como sou péssimo no Inglês fiquei vendo e revendo para tentar entender as palavras ditas, embora entendesse o sentido.

Imagine como me senti agora vendo-os com legendas... Já o salvei em meus favoritos. Muito obrigado pela indicação!

Assim como você escreveu em seu precioso livro também tive o prazer de conviver com Reis e Ases do Automobilismo. E com Ayrton Senna e Nelson Piquet tive o prazer de conviver com eles em todas as corridas de F1 que se realizaram no Rio, à exceção da primeira, pois trabalhei com Mihaly Hidasy em todas essas outras lá na Torre, a convite dele e do Edson Veites Novaes, o “Edinho”.

Durante os treinos batíamos papos nos boxes, na torre, na churrascaria Toca da Marlene lá no autódromo, e nos encontrávamos também nos coquetéis no hotel Intercontinental quando elegiam a Miss F1.

Todos dois eram esses gênios da pilotagem que todos conhecem e de uma simplicidade muito grande no trato com as pessoas em particular, da mesma forma que você, Luizinho, Wilsinho, Emerson, Moco, Ricardo, Jan, etc, etc. Não citarei todos pois a lista ficaria enorme.

Uma coisa agradeço sempre a Deus: a de ter me permitido privar da amizade de meus ídolos.
Você não imagina a satisfação que me dá poder ter o prazer de conversar contigo.

E olha que coincidência ou sincronia aconteceu hoje: estava falando com sua esposa e seu filho por telefone dizendo-lhes que não conseguia abrir o anexo que você me enviou. Eles me falaram que era sobre o Ayrton.
Bem, acabei de desligar o telefone e, de repente, ouço tocar o Tema da Vitória...
Fiquei perplexo, perguntei-me:- de onde está vindo essa música? Ela foi aumentando e aí pude perceber que era uma Kombi vendendo alguns artigos que estava com essa música nos alto-falantes externos para atrair a atenção do público. Vai entender isso... acho melhor nem tentar entender, apenas deixar fluir.

Por isso e muito mais que termino fazendo coro contigo: "A partir de Emerson Fittipaldi o automobilismo tupiniquim conquistou o primeiro titulo mundial e embora tenha chegado lá 20 anos atrasado, a grife piloto brasileiro não saiu mais da vitrine, e se depender de mim, a memória e a cumplicidade de todos os gladiadores desta
tropa de elite, eles jamais serão esquecidos".