22.10.09

WALTER HAHN E O BRASINCA 4200GT


Existe uma lenda a respeito do Uirapuru dizendo que além dele ser um pássaro raríssimo, quando canta, (por pouquíssimo espaço de tempo) todos os outros pássaros da floresta param imediatamente de cantar para ouvi-lo, pois é o mais bonito dos cantos existentes.

A nossa história se assemelha um pouco, o carro UIRAPURU, (ex-Brasinca) foi um sonho do professor Rigoberto Soler posteriormente nosso sócio na STV (projetista e construtor do Brasinca) que traduzindo, deveria ser um carro que pudesse participar de corridas, para a época (1965/1967) e o seu proprietário passear com ele pela Rua Augusta aos fins de semana ou até mesmo ir ao trabalho, e assim foi .

Mas...quando ele andava pelas ruas de São Paulo, todos paravam para admira-lo e queriam saber de onde vinha ...!!

Quando estacionado em algum lugar, as pessoas ficavam babando em volta, pois o carro chamava muita atenção era realmente lindo.


NAS PISTAS

Decidi-me após insistência do Expedito Marazzi que era meu parceiro com o Simca a comprar então um Brasinca, fomos juntos até a fábrica em São Caetano, e após andar com ele (um modelo totalmente standard) em Interlagos fiquei impressionado com a performance do carro, acabei comprando um para competir e fizemos daí varias modificações que melhoraram muito o desempenho na pista. Propus à Brasinca criar uma equipe de corrida, seríamos eu e o Expedito os dois pilotos, mas eles não toparam e me disseram, porque você não corre com o carro? nós daremos um apoio... nunca deram !

Eu tinha acabado de me desligar da Simca e da nova equipe recém formada pelo velho Chico Landi, (A Simca fora vendida para a Chrysler americana), o departamento de corridas foi fechado e eu fiquei triste e a ver navios, pois tinha perdido a única oportunidade de correr pela fábrica, junto com Jaime, Ciro, Tôco o pessoal da pesada, (que não dava colher de chá a ninguém ), principalmente no meu caso, que era o piloto independente, que melhores resultados tinha tido com a marca durante 2 anos seguidos.

Corri então com ele o Campeonato Paulista de 1966 e consegui vencê-lo, disputando com as Alfas Giulias, Malzonis, Berlinetas, Alfa Zagatto, carros bem mais leves e com mais recursos para a época ( câmbios de 5 marchas , freios a disco, carrocerias leves, etc , equipamentos que o Brasinca ainda não tinha .

Nas 6 Horas de Curitiba naquele ano, alinhei o Brasinca (já 88), sem nenhum patrocínio, em dupla com o saudoso Expedito e tínhamos como adversário principal a carretera Simca 26,teto rebaixado, tendo dentro, ninguém mais que o grande Ciro Caires , primeiro piloto da equipe Simca (ainda existente).

Era, portanto o melhor piloto e o melhor carro que o departamento de corridas da Simca tinha feito e o que mais andava,(antes da era Abarth).

Largamos já na frente e durante 4 horas consecutivas ficamos na ponta, chegando a ficar CINCO VOLTAS na frente do Ciro, corrida mais do que ganha, mas uma quebra de uma embreagem nos deixou de fora.

Ficamos os dois muito desapontados, mas eu.., pude esquecer aquela outra tristeza !!!!

----------------------------------------------------------------------------------------------------

Resumo da história do carro :

O carro tem muita história, fiz um pequeno resumo, de piloto passei a ser sócio-proprietário e junto com o Soler, e mais uma pessoa da minha família, compramos todo o ferramental da Brasinca, mais uma pré-série de 22 carros em fase final de fabricação, nos instalamos no bairro do Itaim, criamos a STV, mudamos o nome para Uirapuru, produzimos no total 76 carros, lançamos um modelo conversível (segue fotos) que foi o maior sucesso do Salão do Automóvel de 1965, mas por questões de desentendimentos entre nós sócios e falta de mais recursos, não pudemos levar o projeto adiante .

Foi um carro muitos anos na frente do que o Brasil conhecia como categoria GT na época, indiscutivelmente .

Um grande abraço,

Walter Hahn.

9 comentários:

GP Oficina Mecânica disse...

Linda Ilustração, parabéns...

Mandei um e-mail para voce, coneguiu conferir para mim?
Estou aguardando...

Carlos Eduardo Szépkúthy

Ararê Ilustração disse...

Ilustração rica em detalhes e sensação de movimento, perfeita!
Mais uma "obra de arte".
Parabéns mestre!

breno disse...

muito show :}

FRITZ JORDAN disse...

Parabens, Mauricio, pela ilustra e por ter conseguido esse texto do Walter, a quem mando tambem um abraco!

Teca disse...

Mandou bem na postagem, Mau!

E a ilustração está assim... digamos... pra lá de espetacular!

Beijos.

Anônimo disse...

Conheci esse blog hoje e já o salvei em meus favoritos.
Esse carro é lindo, sua ilustração e o texto do Walter Hahn idem.
Gostaria de saber o que quer dizer STV.
Tudo nota 1000. Muito obrigado.
Paulo César

Mauricio Morais disse...

Paulo obrigado pela sua visita e continue comentando os posts, é muito importante para nós.
STV é o nome da empresa criada pelo Walter e seus sócios para a produção do Uirapuru.

Anônimo disse...

STV...sociedade técnica de veículos.

Sergio Terrabuio disse...

Lembro que meu Pai teve dois carros destes, o primeiro chamava Brasinca e o segundo Uirapuru, o Brasinca era branco e o Uiraouru era verde claro e depois ele pintou de Branco, estes dias estava vendo as fotos,achei até um manualdo carro na casa da minha mae, realmente era um carro muito bonito pra época.