30.9.09

WALTER HAHN ESCREVE

Meu caro Mauricio,
Comprei o primeiro exemplar fabricado para o Salão do Automóvel, direto do Anísio, (porém sem motor).Fiz um super motor com o Roger (em minha opinião o melhor preparador VW da época) e fiz algumas provas, mas em seguida em função de problemas pessoais (falecimento do meu pai) na época fui obrigado a parar com as corridas e cuidar dos negócios da família, O AC foi o ultimo carro que pilotei.

Vendi ao meu amigo Angi, que praticamente não chegou a andar com o carro, vendeu ao Wilsinho , numa prova no Rio e como estava ainda com o meu número, colocaram um corte com esparadrapo no ultimo 8 correu como 86 .

Quanto ao histórico do carro, é importante salientar que o conceito era fabricar um carro esportivo monoposto , motor traseiro , leve , rápido e principalmente a idéia principal do Anísio era de poder VENDER os carros a quem quisesse ou pudesse comprar com fins de COMPETIR.

A Puma iria fabricar sob encomenda, cada um faria seu motor e ajustes, porém qualquer um poderia adquirir .No meu caso, comprei a idéia, fui de fato o primeiro acreditar no projeto e quando andamos pela primeira vez foi um sucesso, o carro estava anos na frente e foi um precursor.

A mesma história se repetiu com o Uirapuru que revelou ser um carro de briga, mas aos domingos podia-se passear com ele na Rua Augusta.

Seguem as fotos que tenho , foram gentilmente oferecidas pelo Claudio de Curitiba , são únicas pelo que soube, Acho que o Fritz Jordan recebeu exemplar de uma ou outra.Nunca o carro correu de aerofólio (enquanto foi meu, depois do Angi e mesmo com o Wilson.

A primeira prova, se não me engano foi em Curitiba, depois os 1.000 Km de Brasília (abandonou em ambas por quebra mecânica ), mas enquanto andou, deu muito trabalho ao Wilsinho com Fitti-Porsche.

Walter Hahn e Anísio Campos no teste do AC na Rio Santos

Na Rio-Santos, eu pilotei e o Anísio cronometrou (tenho foto desse dia, vou te mandar, o carro está com o aerofólio).

No dia desse teste na Rio -Santos ( foto minha com o Anísio dentro do AC ) , meu pai que era o maior entusiasta e me acompanhava em todas as minhas corridas, na época tinha acabado de comprar um PONTIAC GTO, novinho que tinha um motor de 400 HP, cambio 4 marchas e andava MUITO.

Depois da cronometragem dos 219 km , emparelhamos os 2 carros e arrancamos juntos, o Pontiac arrastava os pneus até na 3 marcha tal era a potencia .

De parado até quase os 200 km fomos juntos e a partir daí, o AC foi embora (tínhamos 160 HP) e um simples cambio 4 marchas longo do Puma, além do peso claro e a aerodinâmica fantástica do carro .
A alegria foi geral, menos a do meu pai claro .....RSSSS!

Bem meu caro Mauricio, histórias do carro são inúmeras , mas poucas as verdadeiras ., além do que já se foram quase 40 anos !! a memória vai indo …

Abraços, Walter Hahn.

7 comentários:

FRITZ JORDAN disse...

Quase 40 anos nao, Walter! Mais de 40.
Um abraco do amigo Fritz.

Ararê Ilustração disse...

Eu me lembro desse Pontiac GTO dourado...lindo carro.
E as fotos do Simca, do Fórmula Vê (que ví você andando com ele aqui na avenida Armando Sales) e do Uirapuru amarelo?
E as histórias sobre eles também claro.
Abre o baú aí Waltinho, hehe.

Um abraço.

Mauricio Morais disse...

Ararê o Walter me mandou algumas fotos exclusivas e algumas históris que estarei publicando aqui em breve.

Anônimo disse...

O Walter fez as "6 horas de Curitiba" com um Brasinca (ou Uirapuru) amarelo, nr. 88 e, caso não eseja enganado, liderava, quando quebrou. O carro era lindo e andava para valer. Acho que tenho uma foto.
Rodrigo (de Curitiba)

Mauricio Morais disse...

Rodrigo este carro vai ser postado aqui com fotos inéditas edepoimentos do próprio Walter e claro, um pôster que estou preparando do carro amarelo #88. Ah, se possível meenvie a foto que vc possui pra enriquecer o post, pode ser?

Teca disse...

Bacana essa iniciativa das histórias contadas...

Parabéns, Mau!

Beijos.

Caíque Pereira. disse...

Espetacular Maurício. Obrigado Walter!!!