29.12.08

NANQUIM NA VEIA

Se tem uma coisa que eu gosto, é trabalhar com o computador. Tirando as dores na mão
que segura o mouse, as dores nas costas, de tanto ficar sentado e outras cositas más, é uma grande facilidade usar o PC para transformar em realidade o que se passa dentro da cachola.
Mas tem uma coisa de que gosto mais ainda...o desenho feito na mão!
Não existe sensação melhor que ser confrontado com uma folha de papel branquinha.
Encarando-a bem de frente, a gente viaja naquela imensidão sem horizonte ou limites. A não ser a sua própria imaginação e disposição de desbravar aquela planície imensa.
Ou seriam vales, ou ainda montanhas enormes...Depende de cada um.
Folheando uma antiga revista americana de Hot Rods, a Custom Rodder de julho de 1996, encontrei este cartoon super elaborado. Nota-se o prazer do desenhista em explorar os limites da folha branca. Você pode achar que é um estilo carregado, tudo bem, mas não pode negar que o artista mostrou toda sua paixão pelos carros e pelos traços.
Vendo este cartoon me deu uma saudade do tempo que eu desenhava com minhas canetas Hotring (é assim que se escreve?), onde foram parar as meninas??

11 comentários:

breno disse...

Que legal mauricio. o desenho na mão é mesmo mt criativo ;}

paulo davi disse...

Arte é realmente uma coisa emocionante. Pena eu não saber nem pegar no lápis.

Ararê Ilustração disse...

As meninas Rotring, Faber Castell e outras ainda estão por aí meu brother, nós é que as abandonamos, he he...
Faz um bom tempo que não pego uma folha de papel em branco pra fazer um desenho completo, só alguns rabiscos que logo em seguida eu escaneio (é assim que se escreve?) pro PC.
Consegui ficar longe dele, o PC, por alguns dias mas confesso que senti falta, é um vício.
Foi-se o tempo em que a gente fazia tudo na munheca mesmo, lembra disso Maurício?
Temos muita história pra contar dessa época.

Um grande abraço e bom retorno a blogosfera meu amigo!

Mauricio Morais disse...

É verdade Ararê. Faz tempo que também não finalizo nada no papel. Depois do esboço vai tudo pro escaner, he, he.
Vou tentar ir voltando aos poucos à blogosfera. Tô com uma preguiça.....

Kaio Braga disse...

Acho que o desenho na mão já teve seu tempo mas mesmo assim é mt legal.

tohmé disse...

Eu também acho o máximo esses desenhos a nanquim.
Um feliz 2009 para todos.

Teca disse...

Pode crer, Maurício!

A tecnologia é uma ajuda e tanto, mas nada como um desenho a mão, principalmente se for usado o nanquim. Eu curto muito!

Esse aí tá um espetáculo!

Beijos saudosistas.

Mauricio Morais disse...

Teca você pelo jeito já brincou com nanquim, não?!

Teca disse...

Ôpa, como não!

E ainda usava "aquele" papel vegetal, lembra dele?

Saudade não tem idade... ou tem?

Ahahahahahaha

Mais beijos.

Joel Marcos Cesetti disse...

Um Feliz 2009 a todos.

Realmente o desenho em nanquim fica muito bom e considero um genio quem o faz pois é muito complexo.

Anônimo disse...

Maurício, este cara se chama Dave Bell e desenhou durante muitos anos para a StreetRodder e outras revistas do gênero. Seus desenhos são inconfundíveis.
JuniorBH