19.7.08

BYE, #96


Alguém falou um dia: "Saio desta vida para entrar para a história", acho que foi o Pres. Getúlio Vargas, não me lembro.
Assim está sendo com o Deca #96, que nunca vi de perto e nem correndo, mas que de alguma forma me cativou, juntamente com uma legião de fans.
Hoje será a sua última corrida, e enquanto escrevo este post, ele deve estar dando seus últimos berros pelo templo, Interlagos.
São exatamente 12:33 hs de um sábado calorento aqui pelas bandas do nordeste. Esse dia vai ficar em nossa memória, em nosso coração, em nossa história.
Foi bom enquanto durou, tivemos alguém para torcer no cenário nacional.
Buscamos identidade, e acho que foi aí que este carrinho nos fisgou, ele tem identidade.
Ele é irrestistívelmente branco, simples assim, suas faixas verdes e amarelas dão o tom nacionalita sem ser ufanista. E o numeral, que lhe confere o nome, carrega referências a um passado glorioso.
Não podia dar noutra coisa, ganhou o coração da galera.

4 comentários:

Tohmé disse...

Grande Maurício, nessa exata hora estava vendo a barata passar na sua última volta de apresentação. O dia estava lindo, a galera foi em massa, enfim, tudo perfeito. Faltou você.

Mauricio Morais disse...

Pois é Tohmé, senti não ter ido.
Imagino a farra, apesar da ocasião, abs

breno disse...

Vai com Deus dequinha:{

paulo davi disse...

belo desenho Maurício. virou papel de parede no meu comptador obrigado.