18.1.08

RICARDO ACHCAR FALA DE LUIS PEREIRA BUENO

Até hoje, nesta data, sempre que posso arrumo um jeito de pedir para o Luis me levar a qualquer lugar que eu possa inventar como importante.
Sento de co-piloto no seu Astra que parce que saiu do Céu e não tem nem mancha nem idade. Calo a boca e assisto especialmente a noite e no molhado na Dom Pedro, quer direção Campinas, quer São Paulo, o narigão em pé, os olhos impressionantemente penetrantes, falando baixo e exato, contando um evento coloquial enquanto o velocimetro beira os 205 e a nave flutua por dentro e por fora das curvas, a troca de marchas não deixaria uma gota d'água cair de um copo cheio até a boca e a perfeição do amor de pilotar me lembra que eu tive o privilégio inolvidavel de assistir colado logo atrás, um duelo em monopostos onde as fagulhas saiam dos choque das rodas entre Vanderwell e Luisinho.

Por 4 voltas seguidas, no circuito Grand Prix, em Brands Hatch, 1969 e finalmente na curva Stirling, Luis passou por fora roda contra roda para vencer a prova.

Luis Pereira Bueno não é o melhor piloto do mundo. Luis é perfeito.
Quando abriamos nossas caixas de marchas para trocar relações de acordo com a nossa preferência, (O Antonio Ferreirinha é testemunha e a quem tive o privilégio igualmene de ensinar a abrir e trocar as marchas nas caixas Hewland), que a limalha de bronze fosforoso dos garfos (3) feitos para assim desgastar porque a caixa não tinha sincronizadores, era no tempo do giro mesmo, nunca se via o brilho de ouro da limalha na caixa do Luis.

3 comentários:

Fabio disse...

Deste senhor piloto, guardo algumas lembranças....
Uma delas numa fita cassete, em que gravei em 1972 suas voltas com um March pelo anel externo de Interlagos. Foi no sábado de treinos e o Luis Pereira Bueno estabeleceu o recorde do circuito...De vez em quando coloco no gravador e ouço o carro passando....sessão flash-back do KCT !!!!! Parabens professor !!!!

Anônimo disse...

Um mestre, inspiração para muitos pilotos..ele é a fera brasileira.
Torcí muito por ele, pois eu era empregado da Willys e torcíamos pela equipe.

As
Francisco/Santo André

Mauricio Morais disse...

Legal Francisco, você deve ter histórias saborosas do tempo da Willys. Quando quiser "abrir o baú" é só falar. Abs.