CAMBER - PATINHO FEIO

Ainda tem mais, tem mais.

Comentários

joaquim disse…
Esse eu praticamente vi nascer. Estava lá nos 500 Km de Brasilia de 1967 quando o Camber - não gosto muito dessa história de Patinho Feio, quando o Alex Ribeiro e o João Luiz Fonseca fecharam em segundo, logo atrás da GTA do Ubaldo Lolli. Um resultado fantástico para uma estréia. Na sua primeira versão (essa da ilustra é a segunda, de 1972, retrofitado pelo Piquet e Ruyter Pacheco, campeões brasilienses deste ano) Mas daí em diante, o Camber contentou-se com uma série quase infindável de resultados intermediários e quebras sucessivas. Mas o carrinho era simpático e levava a cada volta nosso torcida entusiasmada.