BALÉ CLÁSSICO

Não quero e nem gosto de saudosismo, entendo sim, que a História existe para aprender-mos com ela,"....veja o que faziam de errado no passado para não repetir a besteira hoje." É o que ensinam na escola.
Também não gosto de ficar falando que no meu tempo as coisas eram melhores...isso é tão relativo que se torna uma discussão vazia. Sempre existirão coisas boas e coisas não tão boas, em qualquer lugar e tempo.
Mas ao me deparar com esse balé sincronizado não pude deixar de dar um longo e profundo suspiro. Houve uma época em que os carros bailavam pela pista, e não era apenas para manter a temperatura dos pneus alta, fazia parte da coreografia do espetáculo.

Não quero desanimar os meninos que assistem hoje ao que se chama corrida de Formula 1, ou seria Formula humm?! Mas peço licença a todos para dizer que está faltando espetáculo ao espetáculo. O show está muito sem graça. Tirem os "trilhos" das pistas, devolvam a emoção que é a base de tudo.

O campeonato atual até que tem sido um pouco melhor que os anteriores, voltei a separar um tempo para assistir as provas; até fiquei acordado para a corrida do Japão. Bendita chuva. Mas desconfio que não podemos depender de São Pedro para termos bons espetáculos. O bom velhinho tem coisas mais importantes a fazer. E nós também.

Comentários

carlo paolucci disse…
Monseigneur(my lord) Maurice, belas palavras mas infiéis considerações atuais. Ñ fazemos mais parte do mundo atual da F1. Ela é para os jovens e/ou tolos. Como belga, desde criança vou às corridas em Spa e lá os guerreiros usavam espadas e elmos no meio da chuva torrencial, tal qual o grande líder belga Jacky Icky. Hoje só restaram vaidades e espionagens. Falta pouco tempo para que as corridas sejam decididas através do 0800, ñ sei como a Foca ainda ñ pensou nisso.
Anônimo disse…
Faz muito tempo que a F1 "virou" um negòcio de dinheiro, basta ver o sujeito que a dominou todos estes anos, Bernie Ecclestone (Credo)
Tudo é regido por interesses economicos, naturalmente com a conivencia dos construtores que a respeito de conchavo nao devem nada a qualquer classe politica do
mundo.
Normalmente o horario da tranmissao da F1 aqui na Europa é logo apòs o almoço e posso garantir que é òtimo para a siesta.
Querem ver corridas legais e com carros maravilhosos ? Vejam os historicos correndo!!!
Abraço a todos do nonno Max
Anônimo disse…
Sidney Cardoso
Maurício
Parece até transmissão de pensamento, assino embaixo tudo que você disse, a começar por:" Não quero e nem gosto de saudosismo".
Tem pessoas que vivem mais ligadas ao passado, outras ao presente, ainda outras ao futuro, penso me incluir nesta última, gosto da globalização, da internet, pois podemos trocar informação com pessoas que jamais sonhávamos ser possível. Nossa, como este processo propicia aumentarmos nosso conhecimento.
Agora em relação a Fórmula I, você disse tudo, sinto falta das entortadas, das diferentes maneiras de pilotar, hoje, com esses pneus e efeito solo ficou tudo igual.
Antes se um bom piloto tivesse algum problema no treino e saísse mais atrás, pela sua maneira de tocar, dava pra prevermos que ele passaria os da frente, isso era nítido nas freagens mais aproximadas das curvas, mais arrojo, e percebíamos que estava num limite maior que o da frente por vermos também suas derrapagens controladas, arrojo e perícia.
Vou citar apenas alguns sem precisar fazer nenhum esforço: Jim Clark, Jochen Rindt, Ronnie Peterson, Keke Rosberg, Jackie Stwart, etc,etc.
Teve uma corrida em Mônaco, inesquecível pra mim, não me lembro o ano, que Jochen Rindt parecia estar pilotando um kart Mini, atravessando direto em todas.
O progresso é bom, mas acho que para os espectadores da Fórmula I foi um balde de água fria.
Acho difícil, voltarem com os pneus radiais e tirar o efeito solo, devido ser uma vantagem conquistada para andar mais rápido.
Só resta-nos torcer para que entendam que o público gosta de ver e sentir a perícia, não ficar esperando o resultado frio dos cronômetros, como é hoje para saber quem andou mais rápido.