Este espaço que ocupo na blogosfera tem como objetivo principal ser visto e não lido.
Por isso tão pouco texto e tanta imagem. Penso que já tem muita gente escrevendo
bem e poucos ilustrando a contento. Mas quero abrir uma exceção para falar do nossa amigo
e Matuza mor, Flávio Gomes.
Homem de grande coração, que quer passar uma imagem de durão, mas que no fundo, e não tão fundo assim, é de um coração enorme e que com suas atitudes tem se mostrado um bom caráter,
coisa rara hoje em dia.

Flávio tem consequido com seu "Blig do Gomes" façanhas dígnas de registro no IBOPE dos blogs.
Sua taxa de visitação e interatividade com seu público é algo impressionante. E porque?

O Blig do Gomes tem sabor.
Percebo em primeiro lugar que não é nada planejado por marketeiros, é tudo muito natural e nestes dias de "atitudes pensadas" ao extremo tudo se torna pasteurizado e sem sabor.

O Blig do Gomes pode ser visto.
Depois noto que toda esta maneira de ser do Gomes se materializa num corpo de metal com a forma de um belo DKW de corridas, o já famoso #96, que tem até torcida e comunidade no Orkut, a qual eu participo. Isto tem um grande apelo visual.

O Blig do Gomes pode ser tocado.
É isso mesmo, através do Deca #96, podemos tocar em tudo isto, não é apenas uma imagem virtual, distante de seu público. É algo palpável, e apesar de já ser uma estrela famosa Flávio e #96 estão ao alcance de todos.

Se continuar escrevendo vou dizer que todos os sentidos humanos podem ser atingidos através de tudo o que ocorre a partir do Blig do Gomes. Por essas e outras penso que o Deca 96 não pode se aposentar, pois num país onde tudo é descartável e sem história, eis que surge um carrinho que não ganha corridas e fica quase sempre em último nas provas que participa, mas que conquistou o primeiro lugar no coração de uma geração orfã de verdadeiros ídolos que não querem apenas e tão somente aparecer na mídia a qualquer preço, ou o sucesso artificial dos reality show.
Meu amigo Flávio Gomes, não quero trazer a você nenhum constrangimento ou sentimento desagradável, gostaria apenas de externar meus sentimentos sobre tudo o que está acontecendo
e como diz o "Pequeno Príncipe""...Tu te tornas eternamente responsável por tudo aquilo que cativas" e você com seu Deca #96 cativou uma legião de fãs.
Por favor não aposente o nosso Deca #96.

Comentários

Gabriel izar disse…
E não é que além de ser um mago do desenho o Maurício também é bom de redação :)

É por ai mesmo, o Blog do Gomes já extrapolou a barreira do virtual, a internet ficou pequena pro jornalista, piloto, pai de família, ídolo, amigo, etc.

O #96 vai voltar e ai é interlago que vai ficar pequeno pra ele !

[]'s parabéns pelo texto!
joaquim disse…
Caro Mauricio,
Uma das coisas que hoje me dá um enorme prazer e orgulho e saber que fui e sou parte desta enorme comunidade dos amigos do DKW #96. No fundo, nada mais que um amontoado de lata, vidros, borracha e pneus, amalgamados naquelas formas meio curvilíneas. Mas é muito mais do que isto.Tornou-se um ícone, uma idéia, um conceito em torno do qual se reunem hoje centenas de pessoas apaixonadas que estão apoiando um tipo de automobilismo que, pensava-se, não existia mais. Parabéns pelo seu maravilhoso trabalho e, caso me permita, vou ser visitante habitual do teu blog. Abs. Matusalênicos.